domingo, janeiro 21, 2007

Sonhos ao mar sem fim

Fantasia: Magalena!!! Antes que você mude seu pensamento e pegue outro livro, ouça-me. Sente-se aqui, perto da janela e veja a serra da Cantareira. Agora, observe como é extensa e muda de cor ao final da tarde - fica verde-azulada assim como o mar que se alcança por trás dela e sob o planalto paulista. Sinta as ondas marulharem com a brisa, que nesse momento invade seu escritório e abre as páginas do livro que tem nas mãos. Escreva!

Magalena: eu ia deixar para outra vez, mas... Você, Fantasia, mais uma vez quebrou a razão e me deixou sentir o quanto nós, leitores, devemos ao nosso aventureiro e corajoso brasileiro, que nos brinda em seus livros com o fantástico relato de suas viagens pelos mares, cruzando montanhas de icebergs...

Bruxa: bah! Será que você, Magalena, ainda não viu que a dona Fantasia lhe hipnotizou com o balanço do mar?? Esse escritor-navegador é um in-sano. Até agora ele não encontrou monstro marinho algum com dentes afiados, que me interessasse. Magalena, que estava sempre desprevenida para os rompantes de a dona Bruxa, saiu do encantamento momentâneo, mas não perdeu a sensação daquela brisa de aventuras temperadas naturalmente com sal marinho e abriu o livro de AMYR KLINK, “Mar Sem Fim”.

Leia mais na coluna da Madalena : Fantasia e seus mistérios»

Sereia Algalinda: oh, eu também estou lá! E não se preocupem porque sou inofensiva... Pelo menos enquanto estiver rouca e não puder cantar!

Platinho: estou analisando. Quietos! Afinal filósofos observam muito antes de comentar.

Bruxa: mas de onde surgiu esse enxerido, que nem criatura fantástica é!!!! Cuidado que lhe transformo em sapo hein!

Duende Lilás: quando eu vim para cá e quase abandonei o professor Joésio do Portal da Poesia já fui logo falando tudo o que pensava.

Beijinhos de mar sem fim.

2 comentários:

  1. Doce Madalena,

    Sonhos ao mar sem fim só flanando pelos ares. Siga o conselho do poeta visionário amigo Fernando Medeiros in
    "Telúrica": "Madá, rocha preciosa... /Madá, rosa vai-se airosa.../Telúrica Madá pairando sobre os capitéis..."

    Beijo do Sílvio.

    PS. Madá, ontem, o meu micro, a 16 segundos para encerramento por vírus, foi salvo pelo anti-vírus AVAST; eu me enganei quanto ao nome, no último e-mail. Não receni nenhum e-mail hoje, esses malditos devem ter promovido uma devassa!

    ResponderExcluir
  2. O mensageiro do PORTAL (o DUENDE LILÁS) entra estabanadamente no Flor de Morango:"Fadinha Madá, vou contar-lhe um sgredo, mas não deixe o Prof. Joésio saber que lhe contei, tá bom?: ele está querendo enviar-lhe um presentinho (um livro de poesia), só que ele não sabe para onde enviá-lo. Ele está sondando as pessoas que lhe conhecem para ver se descobre um endereço para correspondências..."

    ResponderExcluir

Plante um moranguinho com seus comentários. A Magalena e sua turma responderão por aqui, ou, diretamente em seus blogs. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...