segunda-feira, outubro 15, 2007

Professor fantástico – conto em homenagem ao dia do professor – 15/10


PROFESSOR FANTÁSTICO

Aquele dia era especial para os estudantes da faculdade de Ciências. O professor de física resolveu dar uma palestra ao ar livre para provar uma teoria. Aquela palestra fora apelidada por todos de “duelo” entre o professor Fantástico e a professora Veridiana, do mesmo departamento, mas que todos sabiam que vivia em disputa com o professor.

O professor apareceu voando num balão sobre o jardim da faculdade surpreendendo todos. Ele começou a recitar sua tese de fusão a frio do irreal com o real, enquanto a professora, sentada num dos bancos de concreto, com um microfone nas mãos rebatia o que o professor falava, interrompendo-o, ao dizer que aquilo era uma fantasia que nunca poderia ser comprovada no mundo da realidade. Os partidários do professor vaiaram a professora Veridiana, que não se conformou, e de dentro da bolsa, inesperadamente, tirou um arco e acertou uma flecha bem no meio do balão do professor.

Veridiana, a dona da verdade, num gesto rápido furou o balão e a teoria do professor, que versava sobre a realidade que todas as fantasias continham e sobre a união do irreal com o real. O professor reagiu brilhantemente para salvar a pele e a teoria: saltou do balão e segurou-se numa nuvem que passava – usou-a como pára-quedas e desceu suavemente. Foi muito aplaudido pelos alunos. Aí, ele subiu num banco e continuou seu discurso, dizendo que: com a ajuda da ilustre colega Veridiana, conseguira provar que o improvável vive isolado no mundo das idéias fantásticas, até que de alguma forma acabe caindo do alto de uma nuvem nos braços firmes do provável, que age como um cupido flechando-lhe o coração, comprovando-se assim que o irreal não pode sobreviver sem sua realidade.

O professor, então, fez uma declaração apaixonada à Veridiana, ao entregar suas melhores idéias para sua cara metade real. Ela quase caiu do banco, mas manteve-se firme, pois no fundo ela sempre esperara isso dele. Os alunos aplaudiram emocionados, porque o professor Fantástico conseguiu conquistar sua verdade, sua Veridiana.

Madalena Barranco
Registro na Fundação Biblioteca Nacional/EDA
Respeite os direitos autorais.


Gnomo Azul: parabéns a todos os professores do mundo, que são os anjos da guarda da cultura! E cuidam para que o azul do céu continue mostrando as estrelas do conhecimento. Aqui, do lado real da fantasia, eu sou o professor dos gnomos!! E confesso que... Eu também tenho a minha dona Verdade, pela qual sou apaixonado há mais de quinhentos anos. Um dia eu falo sobre ela para vocês...

Magalena: aproveito para homenagear todos meus amigos professores, incluindo o Gnomo Azul, o prof. Joésio Menezes, o prof. Roberto Malacrida, o prof. Dr. Sílvio Medeiros, e em especial ao meu irmão, Antonio Barranco, que é professor doutor de Física da Unicamp/SP e valoroso cientista brasileiro.

Beijinhos

3 comentários:

  1. Madalena,
    lindo e sensível o seu texto sobre a alquimia do mestre. O que não é capaz em defesa de sua verdade, não é? Sobrevoei no mesmo balão na magia de sua pena. Comungamos com sua homenagem. Um grande beijo, lilian

    ResponderExcluir
  2. Madalena, seu blog é muito delicado e interessante, adorei seus textos, fiquei seu fã. Ficaria muito honrado com uma visita sua ao meu modestíssimo blog. Já está entre os meus favoritos. Abraço, Luis Servo.

    ResponderExcluir
  3. Senti uma pitada de Garcia Maquez no seu texto ou é só impressão?

    Belo texto.

    1 abraço.

    ResponderExcluir

Plante um moranguinho com seus comentários. A Magalena e sua turma responderão por aqui, ou, diretamente em seus blogs. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...