segunda-feira, dezembro 17, 2007

A magia do Natal - miniconto


Sentindo-se oprimido, literalmente embrulhado e não agüentando mais os laços que o prendiam àquela caixa prateada, ele achou que não sobreviveria até o Natal, pois ele estava crescendo e logo não caberia mais ali. A árvore de Natal estava rodeada de presentes e bem no seu topo, presa a uma fita vermelha, havia uma caixinha prateada que se destacava das outras.

- Tirem-me daqui! Lamuriava-se o presente dentro da caixa de papel brilhante, mas ninguém o ouvia... Até que o grande dia chegou e ele soube que sua hora soara ao escutar os sinos do papai Noel tocarem exatamente à meia-noite do dia vinte e quatro de dezembro. A magia do Natal finalmente o libertaria! O presente deixou-se abrir de felicidade pelas mãos de um menino, que lhe buscava os segredos pintados no sorriso de um palhaço de plástico inflável. Quando o menino soltou a última fita da caixa, o presente respirou aliviado e expandiu-se nas mãos do menino, que resolvera inflá-lo até ficar do tamanho indefinido do futuro daquela criança, que tinha alma de artista.

Madalena Barranco
Da série: Saga da Alegria
Registro na FBN/EDA.


Magalena: eu, minha mãe Antonia, e a turma das criaturas fantásticas do Morango queremos que vocês, queridos leitores, sejam felizes não apenas nesta época, mas sempre. Desejamos ardentemente com a força de nossos corações & mentes unidos, que todo dia, seja nublado, seja ensolarado, se transforme pela magia da Luz em um motivo de alegria e de esperança... Queremos que as dificuldades, e as dores do corpo e da alma sejam vencidas pelo amor! Isso é difícil, eu sei... Ainda não aprendemos essa fórmula mágica. Nem as criaturas do mundo da fantasia conseguiram tal feito, e olhem que por lá dizem que tudo é possível, a não ser pela existência da palavra desafio, que a Luz nos deixou como presente e motivação para a Vida.

Platinho: a filosofia da bela vida está em acreditar nas próprias forças... Mas, o que acontece hoje? Apenas estamos nós: eu e a Magalena! Cadê as criaturas?


Ouviu-se uma voz cavernosa que vinha de inimagináveis lonjuras dizer:

Bruxauva: bah, estamos de férias, ora!!! Para nós, a fantasia e a magia são coisas comuns do dia-a-dia, enquanto vocês do mundo “real” se prendem a datas instituídas pelos homens, nós descansamos na casa de veraneio do papai Noel... Hum, tem cada bombom diferente por aqui...




Beijinhos fantásticos, meus, da Antonia, e da turminha do Morango. Nós voltaremos de surpresa junto com o solstício de verão. Lembrem-se:

A Fantasia não tem tempo certo para acontecer.

15 comentários:

  1. Olá, criaturinhas fantásticas do Letras de Morango, boa tarde!... Como a Fadinha Madá bem deduziu, andei desaparecido por um bom motivo. Meu sumiço deveu-se aos preparativos do lançamento do meu mais recente trabalho literário: Um Dedo de Prosa. Mas cá estou de volta para matar as saudades deste fantástico mundo em que vocês vivem, mundo este - tenho certeza - bem melhor que o meu, por isso permiti que a Fadinha Madá adotasse o Duende Lilás de Lindos Olhinhos Cinzas. E por falar na Fadinha Madá, quem encontrá-la, faça-me o favor de dizer o a noite de autógrafos foi maravilhosa. Inclusive relatei isso no PORTAL DA POESIA. Digam-lhe, também, que necessito (mais uma vez) do seu endereço para correspondências, pois gostaria muito que ela me desse a honra de ler o meu mais recente traballho. Ela pode enviá-lo para o e-mail jomenezes@trra.com.br, é mais seguro. Um forte abaraço a todos, em especial ao Duende Lilás.

    ResponderExcluir
  2. Madalena, seus personagens ganham vida quando você conversa com eles e é vida que eles nos passam. Alegria de viver!! Boas festas! Beijus

    ResponderExcluir
  3. Olá Madalena...
    Cá estou eu a apreciar o teu Conto e essa tuas criaturinhas fantásticas. Sabes que eu adoro Bruxauva? (rs)
    Gosto desse estilo mais natural e além das outras coisas, é isso. Pronto. Não me enrola.
    Mas eu sou um pouco alheia ao Natal, não o comemoro porque não consigo enxergar magia nele. A magia que eu gosto está na Yule (mas creio que me compreenderá nesse sentido).
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. muito mágico este teu conto Madalena!! Gostei muito....fez - me lembrar minha infância rsrsrsrsrs
    beijos meus

    ResponderExcluir
  5. Madalena, que lindo conto, lembra-me da semente que tem dentro de si um código de magia para sempre renascer...essa sua aldeia encantada nos soletra a alma, adoro suas criaturinhas, a bruxauva me fascina, retorno há uma pátria interior com sua literatura. Obrigada por esta sementeira de magias, e sei que neste continente é sempre natal
    todos os dias. FELIZ NOVO DIA DE NATAL PRA V.E SUAS CRIATURAS MÁGICAS. beijão morangão no coração! lilian

    ResponderExcluir
  6. Querida Maga, passei pra te dar boas festas e um ano novo carregadinho de sonhos realizados e perspectivas de novos projetos.

    A você e Antonia, que me são muito queridas, deixo meu afeto.

    Muita saúde e paz em vossos corações.
    Com carinho da amiga

    Lu Cavichioli

    ResponderExcluir
  7. Amigo Joésio, minha resposta para você é tão longa, que enviei-lhe um e-mail. Seu livro "Um dedo de prosa", que tem tudo para ser um sucesso chegou hoje!!!! Muito obrigada pelo presente. Beijos para você e querida família aí em Planaltina.


    Luma, meus personagens ficam ainda mais alegres quando você os visita! Obrigada, querida, e boas festas também para você e querida família! Beijos.

    Lunna, querida amiga, obrigada por apreciar o miniconto e meus humildes textos, que pretendem reanimar a fantasia. A Bruxauva é controvertida e no fundo ela não é má, apenas uma bruxinha sapeca e ela mandou lhe dizer que também gosta de você , afinal é com a luz do luar que ela caça sapinhos terrestres...Hehehe! Eu também não comemoro o Natal do jeito convencional. Aproveito este dia de feriado para abraçar e beijar a família!!! Beijos.

    Letícia, linda, então se você se lembrou da infância eu atingi um pouquinho do meu objetivo, que é manter a chama da travessa alegria acesa. Beijos, querida e obrigada.

    Lilian, "código de magia" - estou aqui encantada com seu comentário que vem das aldeias da Vida! Muito obrigada - e a Bruxauva desse jeito ficará impossível com os elogios... Hehehe! Beijos, com carinho e felizes festas de morangas e moranguinhas e todos os corações do mundo.

    Lu, querida, que surpresa maravilhosa receber-te no Morango!!! Você que é fada das letras encantadas e sempre deixa a turminha feliz quando aparece. Oh, tentei entrar em seu blog no Sapo e não consegui... Qual seu novo endereço de blog? Ah, a Antonia ficou feliz com sua mensagem e eu também - obrigada - tenha lindas festas com a família querida.

    ResponderExcluir
  8. Que a luz seja O presente e a motivação da vida sempre e renovada nestas datas especiais!!!

    Quero ver mais aqui sobre o solístico de verão! (;

    Beijos, moranguinha. Perdão pelas ausência fruto dos mergulhos nos vazios férteis de términos desta época (fase). Coisas de fim de... ano. (; [risos] E se não voltar aqui esses dias: UM FELIZ NATAL ILUMINADO PRA VOCÊ E TODAS AS LINDAS E ESPECIAIS CRIATURINHAS DO TEU EU SOLÌSTICO!!! (((:

    ResponderExcluir
  9. Paula, maçãzinha sábia, a luz dá cor aos presentes da vida nas pontas dos galhos verdes!!! Obrigada, querida, pela linda mensagem de Natal neste dia de solstício, que é o mais longo do ano e que por si só já diz a que veio: para dourar nossas vidas! Beijos meus e das criaturas fantásticas.

    ResponderExcluir
  10. Madá, reatarmos os laços que se desfizeram com o tempo, foi um dos melhores presentes que ganhei nesse final de ano.Teu blog é um sonho que toda criança que existe deseja ser realidade.Abençoado Natal a ti e a Dona Antônia!Bjins meus, Betha.

    ResponderExcluir
  11. Betha, menina, você está linda na foto!!! É isso, Betha, com o tempo descobre-se que todos os elos da corrente da vida, onde vivem os amigos, devem ser revividos, relembrados, reatados + todos os adjetivos que existem para isso, heheh, porque cada um traz sua parcela de luz à humanidade. Obrigada, querida por você ser minha amiga virtual, ocasional e para todo o sempre vritual!!! Beijos meus e da Antonia.

    ResponderExcluir
  12. Olá, madalena!

    Desculpe a demora em retribuir a visita (na verdade já tinha estado aqui antes, mas acabei não conseguindo postar anteriormente).

    Fico muito feliz que tenha gostado dos meus textos. Eles tem essa nota mais "down", caindo até um pouco pro terror, como você disse. Mas ainda assim, gosto muito de textos mais alegres e bem-humorados, e por isso me tornei um grande fã seu no Leia Livro.

    Prometo passar mais vezes por aqui, pra apreciar uns morangos de luz nos dias cinzentos.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. oi Madalena
    Passei para agradecer e retribuir sua carinhosa visita a meu site, obrigada pelos elogias, naveguei em seu blog também, gostei muito de seus escrito, a historia da Joaninha & Aboboras é uma gracinha, gostaria de ter um poema seu em meu site, se topar me envie por email, por publicarei, pode demorar um pouco, mas faço,...rs
    Deixo um abraço
    Graça C.
    gracacbueno@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  14. Antonio Manoel Abreu Sardenberg comenta:Minha querida amiga poetisa e escritora Madalena Barranco. É muito gostoso poder estar aqui no seu lindo blog e poder contemplar as belezas dessa sua obra. O seu espaço continua lindo e você oferecendo um magnífico serviço ao mundo virtual ao divulgar com talento essa sua obra. Um abraço do seu amigo brasileiro - Sardenberg

    ResponderExcluir
  15. Plínio, Graça e Antônio Sardenberg, eu lhes agradeço a visita e o carinho. Beijos.

    ResponderExcluir

Plante um moranguinho com seus comentários. A Magalena e sua turma responderão por aqui, ou, diretamente em seus blogs. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...